ANS exige que planos de saúde atendam clientes inadimplentes

Após o cumprimento de compromissos pelas operadoras de saúde, a agência pretende anunciar a liberação dos recursos

atualizado 08/04/2020 13:10

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) deve decidir, nesta quarta-feira (08/04), sobre o desbloqueio de R$ 15 bilhões de reservas técnicas das operadoras para serem usados no combate da pandemia de Covid-19. De acordo com o jornal O Globo, a falta de clareza da empresa é uma das razões para a demora de recursos.

Após o cumprimento de compromissos pelas operadoras de saúde, a agência pretende anunciar a liberação da reserva.  A ideia é propor uma maior tolerância com os beneficiários de plano de saúde inadimplentes e garantir a assistência para mais de 60 dias.

A ANS está sendo pressionada para agilizar o desbloqueio das reservas, que são compostas de recursos das próprias operadoras que ficam bloqueadas para garantir o pagamento de futuros atendimentos e a manutenção de usuários do plano de saúde.

Planos de saúde correspondem cerca de 90% das receitas dos hospitais privados e 80% dos estabelecimentos de medicina diagnóstica do Brasil.

Últimas notícias