Mais de 40% dos brasileiros revelariam dados em troca de descontos

De acordo com a pesquisa, mais de 60% dos consumidores brasileiros não sabem ou nunca ouviram falar em social rating

atualizado 03/06/2020 14:04

Quatro em cada 10 consumidores brasileiros estão dispostos a compartilhar dados particulares sigilosos para obter descontos, serviços customizados ou melhores classificações em sistemas de social rating. É o que mostra a pesquisa global “Créditos sociais e segurança: adotando o mundo das avaliações” realizada pela Kaspersky para entender a percepção das pessoas sobre as avaliações sociais e se elas estão preparadas para participar destes sistemas.

De acordo com a pesquisa, mais de 60% dos consumidores brasileiros não sabem ou nunca ouviram falar em social rating (ou sistemas de classificação social). Inicialmente usados por instituições financeiras e lojas online para auxiliar na tomada de decisão na aprovação de uma transação ou compra virtual, os sistemas de social rating tiveram uma grande expansão e passaram a ser aplicados em distintas áreas. Estes sistemas trabalham com algoritmos automatizados que se baseiam no comportamento e na influência dos usuários na Internet. Por exemplo, para combater a pandemia do novo coronavírus ( Covid-19), muitos governos ao redor do mundo implementaram este sistema para acompanhar a movimentação urbana de pessoas, sua capacidade de comprar mercadorias ou o acesso delas a serviços sociais. A questão que a Kaspersky queria mais entender era se as pessoas estão realmente prontas para isso.

Leia mais no Hardware, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias