Guedes escolhe Bruno Funchal para ser novo secretário do Tesouro Nacional

Mansueto comunicou ao ministro da Economia que vai deixar o governo no fim de julho. Substituto assume em 31 de julho

atualizado 15/06/2020 16:16

Bruno Funchal é indicado como novo secretário do Tesouro NacionalEdu Andrade/ Ministério da Economia

O ministro Paulo Guedes, da Economia, decidiu quem será o novo secretário do Tesouro Nacional no lugar de Mansueto Almeida.

Bruno Funchal, atual diretor de Programas do Ministério da Economia e ex-secretário da Fazenda do Espírito Santo, foi o escolhido para a vaga. Ele foi responsável por acompanhar as relações com governadores e prefeitos no Ministério da Economia e um dos articuladores da proposta de socorro a estados e municípios.

Mansueto comunicou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que vai deixar o governo no fim de julho. Ele pediu demissão há cerca de três semanas e avisou ao chefe da pasta que a intenção é trabalhar para a iniciativa privada.

Mansueto, que está à frente do Tesouro desde 2018, já vinha manifestando a intenção de deixar a secretaria desde o segundo semestre de 2019.

Em dezembro, Guedes chegou a anunciar que indicaria o secretário para comandar o futuro Conselho Fiscal da República, previsto para ser criado após a aprovação de um novo pacto federativo pelo Congresso Nacional, que não avançou no Legislativo.

O Ministério da Economia afirma que Bruno Funchal assumirá o cargo definitivamente em 31 de julho.

Em 2017 e 2018, Funchal foi Secretário de Fazenda do Espírito Santo e um dos responsáveis pelo processo de ajuste das contas públicas. Estava no cargo quando o estado foi o único que recebeu nota A do Tesouro Nacional.

“O Ministério da Economia agradece a Mansueto Almeida pelo compromisso com a equipe que chegou com o novo governo e por todo trabalho realizado à frente do Tesouro Nacional em prol do reequilíbrio das contas do país”, informou a pasta, em nota.

0

Últimas notícias