Bolsonaro cita OMS para defender cloroquina: “Não perturbe quem quer tomar”

Presidente fala pelas redes sociais às quintas-feiras. Hoje ele está com o assessor especial de assuntos internacionais Filipe Martins

atualizado 04/06/2020 20:09

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está fazendo sua transmissão semanal pelas redes sociais nesta quinta-feira (04/06). Ele está acompanhado pelo assessor especial para Assuntos Internacionais Filipe Martins.

Logo no início da live, Bolsonaro comemorou a retomada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) das pesquisas sobre a eficácia da cloroquina no tratamento do coronavírus. “Quando a OMS falou que tava suspendendo, caíram de pau em mim: ‘Capitão Cloroquina'”, comentou ele.

“Eu sempre disse que não existia comprovação, mas não tem um outro remédio. Se não quiser tomar, não toma, pô, mas não perturbe quem queira tomar”, insistiu.

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que a entidade vai retomar as pesquisas com cloroquina e hidroxicloroquina contra o coronavírus. Tedros Adhanim Ghebreyesus explicou que o Comitê de Segurança e Monitoramento do ensaio clínico revisou os dados e decidiu manter o protocolo original do estudo.

Assista:

0

A transmissão ocorre em uma semana marcada pela tensão nos Estados Unidos, que já se espalhou para a Europa e tem reflexos no Brasil, de protestos antirracistas provocados inicialmente pela morte do cidadão negro George Floyd durante uma abordagem policial. Ele morreu após um dos policiais de Minneapolis, estado de Minnesota (EUA), passar quase nove minutos ajoelhado em seu pescoço.

Mais lidas
Últimas notícias