Homem que invadiu a Globo está preso em delegacia de Copacabana

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública, o agressor foi preso pelo crime de cárcere privado

atualizado 10/06/2020 19:25

Repórter da Globo é mantida refém no RJReprodução

A Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro comunicou que o homem responsável por invadir a Rede Globo e fazer uma repórter refém foi encaminhado para a 12ª Delegacia de Polícia, em Copacabana. Preso em flagrante, o sujeito vai responder pelo crime de cárcere privado.

O órgão não informou a identidade do agressor.

O caso

Um homem invadiu a TV Globo na tarde desta quarta-feira (10/06) e manteve a repórter Marina Araújo refém, conforme uma fonte informou ao Metrópoles. A polícia foi acionada e tentou negociar com o suspeito.

O sujeito teria entrado na sede do canal, no Jardim Botânico (Rio de Janeiro), gritando “Globo lixo”. De acordo com um cinegrafista que esteve no local, todos os funcionários ficaram isolados, presos no andar onde funciona a GloboNews.

Veja as imagens do atentado:

0

O homem, que estava armado com um facão, beijava a cabeça da repórter enquanto apontava a arma para o pescoço dela. O sujeito estaria à procura da jornalista Renata Vasconcellos, com quem queria conversar. Nesta quarta-feira (10/06), é aniversário da apresentadora do Jornal Nacional.

Ao tomar conhecimento do episódio, Renata Vasconcellos se dirigiu até o local. Tão logo a jornalista chegou, o suspeito soltou a faca. A polícia prendeu o homem, descrito pelos presentes como “psicopata”. A situação foi controlada.

Distúrbios mentais

A Rede Globo, por meio de comunicado de sua assessoria de imprensa, informou que o homem responsável por invadir a sede da emissora sofre de distúrbios mentais. O canal disse que repudia veementemente atos de violência.

Na nota, a Globo pontuou que a Polícia Militar do Rio Janeiro (PMRJ) agiu rapidamente e conteve o invasor.

Últimas notícias