Maia após mudança no boletim da Covid-19: “Brincar com a morte é perverso”

Ministério da Saúde alterou a metodologia dos dados do coronavírus no país e divulgou números diferentes de óbitos nesse domingo

atualizado 08/06/2020 8:15

ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou as mudanças do governo federal na divulgação dos boletins da Covid-19. “Brincar com a morte é perverso”, afirmou na madrugada desta segunda-feira (08/06).

“Ao alterar os números, o Ministério da Saúde tapa o sol com a peneira. É urgente resgatar a credibilidade das estatísticas. Um ministério que tortura números cria um mundo paralelo para não enfrentar a realidade dos fatos”, continuou.

Nos últimos dias, o Ministério da Saúde alterou a forma de divulgar o balanço de casos do novo coronavírus e deixou de repassar dados detalhados sobre o cenário da pandemia no país. Apenas o número de óbitos e registros nas últimas 24 horas eram informados.

0

No entanto, nesse domingo (07/06), a pasta recuou na decisão. Mas uma confusão com os dados divulgados apontou para dois números diferentes de mortes nas últimas 24 horas. A pasta não soube explicar a diferença de informações.

 

Últimas notícias