MPF vai investigar suspensão de compras de respiradores no exterior

Segundo o órgão, o cancelamento dos contratos emergenciais supostamente fortaleceria a indústria nacional

atualizado 10/06/2020 13:56

O Ministério Público Federal (MPF) vai investigar a suspensão de todos os contratos de compras de respiradores vindos do exterior, que seriam usados no tratamento de coronavírus. O inquérito civil foi instaurado nessa segunda-feira (08/06).

A medida foi tomada depois da divulgação da informação de que o Ministério da Saúde teria suspendido contratos em plena pandemia.

A investigação foi instaurada após representação feita de ofício pelo MPF. No último dia 2, Carlos Wizard, falando na condição de futuro secretário do Ministério da Saúde, afirmou em entrevista que os contratos emergenciais firmados pela União para a compra de respiradores estavam com valores acima do razoável.

As compras teriam sido canceladas já que, segundo Wizard, a indústria brasileira teria condições de satisfazer a demanda nacional de fornecimento dos equipamentos para todo o país. O inquérito tem prazo de 1 ano.

0

 

Mais lidas
Últimas notícias