Bolsonaro decide enviar Mourão para posse na Argentina

Presidente havia determinado que nenhum representante do alto escalão do Executivo prestigiaria Alberto Fernández

atualizado 09/12/2019 20:35

Valter Campanato/Agência Brasil

O chefe do Executivo nacional, Jair Bolsonaro (sem partido), voltou atrás e decidiu enviar o seu vice, Hamilton Mourão, à posse do novo mandatário da Argentina. A informação foi confirmada na tarde desta segunda-feira (9/12/2019), pelo Planalto.

Durante o período eleitoral, o titular da República fez duras críticas à chapa de Alberto Fernández e apoiou o ex-presidente Maurício Macri. Depois de dizer que não mandaria ninguém do Brasil ao evento, Bolsonaro chegou a confirmar a ida do ministro da Cidadania, Osmar Terra, para representá-lo, mas recuou.

“O presidente Bolsonaro resolveu fazer um gesto de boa vontade, político, então determinou que eu fosse representá-lo na cerimônia. Nada mais além”, pontuou Mourão logo após a definição. “Foi uma decisão política, lógico.”

Veja:

O posicionamento do governo até esta tarde era de que nenhum integrante do alto escalão do Executivo compareceria.

Apenas iria à cerimônia o embaixador do Brasil em Buenos Aires, Sérgio Danese.

Mais lidas
Últimas notícias