Bolsonaro: “Gosto do Mandetta como pessoa, mas houve exagero nos números”

Presidente afirmou que ex-ministro era "cliente da Globo", mas não explicou que quis dizer ao ligar ex-ministro ao grupo de comunicação

atualizado 11/06/2020 20:22

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou nesta quinta-feira (11/06), durante live no Facebook, que gosta do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta “como pessoa”. No entanto, o chefe do Executivo avaliou que ele não fez um bom trabalho durante a pandemia de coronavírus.

“Gosto do Mandetta como pessoa, mas ali ele deu uma escorregadinha na questão da pandemia”, declarou Bolsonaro.

Segundo o presidente, Mandetta “era um cliente da Globo” – mas não explicou o que quis dizer com essa avaliação. “Em outras áreas trabalhou muito bem, mas houve exagero em relação aos números”, falou.

Em meio ao crescimento dos números de infectados e mortos no Brasil, por causa da pandemia de coronavírus, o chefe do Executivo vêm sofrendo críticas.

O Brasil tem 40.276 mortes por coronavírus confirmadas até esta quinta, aponta um levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Além da dificuldade do governo no combate ao vírus, Bolsonaro virou alvo de ex-aliados por recentes nomeações que tem feito e pretende fazer. Ele se aproximou do Centrão nas últimas semanas.

O presidente informou na noite de quarta-feira que decidira recriar o Ministério das Comunicações, outro fato que indignou ex-apoiadores. Para integrantes do PSL, Bolsonaro abandonou as promessas que fez durante a campanha eleitoral, como a de que iria diminuir o número de ministérios para cortar gastos.

0

 

Mais lidas
Últimas notícias