Rolou na 4ª: Bolsonaro veta repasse de R$ 8,6 bi; OMS retoma a cloroquina

CPMI das Fake News identificou 2 milhões de anúncios em redes sociais, sites e apps de conteúdo “inapropriados", como pornôs e fake news

atualizado 03/06/2020 21:16

Rolou nesta quarta-feira (03/06): o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou com vetos a lei que poderia liberar R$ 8,6 bilhões para estados usarem no combate à Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O projeto original aprovado pelo Congresso Nacional previa a extinção do Fundo de Reserva Monetária, mantido pelo Banco Central, e a destinação dos recursos para o enfrentamento da pandemia.

O presidente alega que o projeto cria despesa obrigatória ao Poder Público, “ausente ainda o demonstrativo do respectivo impacto orçamentário e financeiro no exercício corrente e nos dois subsequentes”.

O veto provocou surpresa no presidente da Câmara, Rodrigo maia (DEM-RJ). Ele disse que o texto havia sido acordado entre parlamentares e o Planalto. Segundo o deputado, no entanto, caberá ao Congresso manter ou derrubar o veto de Bolsonaro.

E o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou  que a entidade vai retomar as pesquisas com cloroquina e hidroxicloroquina contra o coronavírus.

Tedros Adhanim Ghebreyesus explicou que o Comitê de Segurança e Monitoramento do ensaio clínico Solidaridade revisou os dados e decidiu manter o protocolo original do estudo.

Leia mais:

Mais lidas
Últimas notícias