Sara diz que foi presa por causa da “tal manifestação ‘antidemocrática'”

Um post, publicado após a prisão da bolsonarista, afirma que ela participou de atos junto com idosos, crianças e deficientes

atualizado 15/06/2020 9:50

Sara winter, líder do movimento 300 do BrasilIgo Estrela/Metrópoles

Após a prisão temporária da ativista bolsonarista Sara Winter, um post foi feito nas redes sociais dela, nesta segunda-feira (15/06). Segundo a publicação, a ex-feminista foi presa por defender o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em atos que contam com a presença de idosos e crianças.

“Sara Winter foi presa por conta de uma investigação sobre financiamento de protestos antidemocráticos. Isso mesmo, as manifestações onde idosos, crianças, deficientes, mulheres participavam em apoio ao PR @jairbolsonaro é a tal manifestação ‘antidemocrática'”, diz o tuíte.

A bolsonarista foi presa nesta manhã após autorização do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ela está na superintendência da Polícia Federal.

Segundo a defesa da ex-feminista, a prisão foi efetuada por volta das 7h. Eles afirmaram que ela agiu no “calor da emoção” e, por isso, acabou extrapolando pelas redes sociais.

0

Últimas notícias