Sem cobrar ingresso, Água Mineral reabre na próxima segunda. Veja regras

Uso obrigatório de máscara de proteção será obrigatório e piscinas ficarão interditadas. Número de visitantes será controlado por turnos

atualizado 12/06/2020 10:08

Reprodução

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) irá reabrir para visitação pública o Parque Nacional de Brasília, conhecido como Água Mineral. A unidade de conservação volta a receber visitantes a partir da próxima segunda-feira (15/06).

Em 3 de junho, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), reabriu parques da cidade, mas impondo algumas restrições. A decisão do ICMBio foi publicada nesta sexta-feira (12/06) no Diário Oficial da União (DOU).

“A reabertura da unidade de conservação deverá respeitar as medidas de prevenção e a retomada das atividades de turismo e atrativos naturais estabelecidos pelo Distrito Federal”, determina o ICMBio.

Inicialmente, a cobrança de ingressos ficará suspensa por 30 dias, prorrogáveis por igual período, a contar da reabertura da unidade.

Veja regras para visitar o Parque Nacional de Brasília: 

  • Uso obrigatório de máscara de proteção, ainda que artesanal, durante todo o período que estiver no interior do parque, sendo que a máscara deve estar cobrindo a região do nariz e boca.
  • Manter ambientes bem ventilados, com janelas e portas abertas, sempre que possível.
  • Promover com frequência a limpeza e desinfecção dos ambientes, pisos, corrimãos, lixeiras, balcões, maçanetas, tomadas, torneiras, além de outros objetos de uso coletivo, como bancos.
  • Remover jornais, revistas, panfletos e livros dos locais de comum acesso para evitar a transmissão indireta.
  • Possibilitar e priorizar a venda on-line de ingressos, serviços e/ou agendamentos, e organizar o atendimento em filas para evitar aglomerações, considerando a marcação no piso com distanciamento de 2 metros, a partir do balcão e entre os clientes.
  • Possibilitar a utilização de máquinas de débito e crédito, que devem estar fixas ou envelopadas com filme plástico e desinfetadas após cada uso.
  • Manter o distanciamento mínimo de 2 metros entre bancos. Espaços comuns devem ser interditados.

O número de visitantes da unidade de conservação terá a sua capacidade de público reduzida, de forma que a visitação possa ocorrer respeitando-se o espaçamento mínimo de 2 metros entre as pessoas.

Nos primeiros 30 dias, o parque receberá 300 pessoas, sendo até 150 pessoas com entrada permitida entre 8h e 12h e outras 150 pessoas com entrada permitida entre 12h e 15h. A permanência é permitida até 17h.

O atrativo disponibilizado neste momento é a trilha Cristal Água (5km) e seu acesso até a bilheteria pela trilha asfaltada. A trilha Cristal pode ser visitada até 15h.

Após o primeiro mês de reabertura, a Água Mineral irá aumentar o número de visitantes diários, passando o limite para 400 pessoas. A entrada será permitida entre 8h e 16h.

Não serão permitidos a visitação pública e o uso de piscinas localizada na unidade de conservação, assim como a trilha da Capivara.

Privatização à vista 

Nesta semana, a secretária especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Martha Seillier, anunciou que o Parque Nacional de Brasília entrou na lista de privatizações previstas pelo governo.

Criado em novembro de 1961, o Parque Nacional de Brasília possui área total aproximada de 42.300 hectares no Distrito Federal. Além das trilhas, as principais atrações são as piscinas Areal e Pedreira, abastecidas por águas provenientes de nascentes localizadas no interior da Unidade de Conservação ou em suas proximidades, condição que permite manter a renovação constante da água, e propicia ao usuário a oportunidade de recreação em contato direto com a natureza.

Últimas notícias