Traficantes passam a cobrar “taxa de segurança” a moradores de São Gonçalo

A partir do dia 20 deste mês, cada morador deverá pagar R$ 50 mensais e, cada comerciante, R$ 300 semanais

atualizado 13/06/2020 9:18

Reprodução

Traficantes do bairro Laranjal, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, enviaram um comunicado aos moradores e aos comerciantes do local para anunciar o início da cobrança de uma “taxa de segurança” no local. A partir do próximo sábado (20/6), cada morador deverá pagar R$ 50 mensais e cada comerciante R$ 300 semanais. As informações foram reveladas pelo jornal Extra.

O ofício, impresso em folhas de papel, foi colocado nas caixas de correio de todo o bairro. “Por anos, vocês vêm desfrutando do ritmo de tranquilidade que coloquei de não permitir roubos e agora chegou a hora de vocês retribuírem”, informou o comunicado.

Ainda segundo o grupo, todos os depósitos serão entregues a um mototaxista que terá a identidade revelada apenas no dia do pagamento para “não ter fofoca”. Houve, ainda, uma ameaça para a pessoa que divulgasse o conteúdo da carta: “Haverá punição, que vai de madeiradas até mesmo a morte”.

Moradores do bairro já pagam aos traficantes o gás de cozinha e a instalação da internet nas casas. Nas redes sociais, moradores do bairro criticaram a falta de ação da polícia.

“Estamos desesperados. Está ficando a cada dia mais complicado morar neste lugar, como se já não bastasse os roubos agora os bandidos querem cobrar os moradores”, lamentou uma moradora.

Últimas notícias