Tratamento do câncer de Covas está sendo eficaz, diz boletim

Diante do bom resultado, a equipe decidiu que o prefeito de São Paulo continuará realizando aplicações de imunoterapia a cada três semanas

atualizado 28/04/2020 17:41

Reprodução

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi submetido a novos exames, na manhã desta terça-feira (28/04), para acompanhar a evolução de um câncer na região dos gânglios linfáticos. De acordo com um boletim divulgado pela equipe médica que acompanha o prefeito, o tratamento com a imunoterapia “está sendo eficaz” no combate à doença.

Diante desse resultado, a equipe decidiu que o prefeito continuará realizando aplicações de imunoterapia a cada três semanas. Novos exames de imagens para controle estão previstos para daqui a dois meses.

Em fevereiro, uma biópsia apontou que o câncer de Covas persistia após uma rodada de oito sessões de quimioterapia. O prefeito entrou na segunda fase do tratamento, passando por sessões de imunoterapia, um procedimento que consiste em sessões de 30 minutos para aplicação de medicamentos que fortaleçam o sistema imunológico. A expectativa é que, fortalecido, o próprio organismo do prefeito combata o que restou do câncer.

Segundo o oncologista Tulio Pfiffer, que faz parte da equipe que atende o prefeito no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, “há menos efeitos adversos” com o tratamento. Covas poderá ter fraqueza ou reações que afetem o sistema linfático, mas a maioria dos pacientes não tem efeitos colaterais. Com o tratamento de imunoterapia, o prefeito pode retomar todas as atividades, inclusive se reunir a multidões.

Últimas notícias