Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Conheça a história de luta da nova marquesa de Bath, vítima de racismo

Emma Weymouth é casada com Ceawlin Thynn, marquês de Bath. Mães de dois filhos, ela é modelo, colaboradora da Vogue e administra um safári

atualizado 15/06/2020 19:20

Emma WeymouthSamir Hussein/WireImage/Getty Images

Não foi só Meghan Markle que enfrentou comentários racistas antes de entrar para a realeza. Primeira marquesa negra da história britânica, Emma Weymouth sentiu na pele o preconceito da mãe do próprio marido, Ceawlin Thynn, o oitavo marquês de Bath. Ao lado da mulher, ele precisou assumir o posto quando seu pai, Alexander Thynn (conhecido como Lord Bath), morreu aos 87 anos vítima de coronavírus em abril.

Com Ceawlin sucedendo o pai no título aristocrático, Emma tornou-se marquesa, embora sempre tenha transitado no universo glamouroso de Londres, cidade onde nasceu. Ela é filha do nigeriano magnata do petróleo Oladipo Jadesimi e da socialite britânica Suzanna McQuiston.

Emma Weymouth
Emma Weymouth

Atualmente com 34 anos, Emma acumula diversos ofícios. Considerada uma das socialites mais admiradas do Reino Unido, ela já atuou como modelo da Dolce & Gabbana, comanda um site de lifestyle, organiza eventos majestosos, além de ser colaboradora da Vogue britânica. Uma cozinheira de mão cheia, a marquesa se aventura na cozinha com frequência.

“Sempre gostei de divertir e criar experiências culinárias para outras pessoas”, escreveu a personalidade em seu site. Outra paixão de Emma é a dança, motivo para entrar no time de estrelas do Strictly Come Dancing, em 2019. O reality show da BBC é um dos favoritos da duquesa de Cambridge, Kate Middleton.

Emma Weymouth apresenta no Strictly Come Dancing
Apresentação de Emma Weymouth no Strictly Come Dancing
Discriminação

A marquesa de Bath conheceu o futuro marido aos 4 anos quando era dama de honra em um enlace matrimonial. Meio-irmão de Emma, Iain McQuiston casou-se com a tia de Ceawlin, Lady Silvy. Em entrevista à Tatler em 2013, ela contou que sempre via o futuro marido em reuniões familiares na Páscoa e no Natal. Com diferença de 12 anos entre eles, o amor só surgiu décadas depois.

O clima de romance contagiou Emma e Ceawlin quando se encontraram no restaurante luxuoso Soho House, em Londres. Após o namoro, eles anunciaram o noivado em 2012 e, em junho do ano seguinte, se casaram em Longleat House, palácio do clã Thynn, em Wiltshire.

O dia de subir ao altar foi marcado por tensões familiares. Pai do noivo, Lord Bath boicotou o casamento após brigar com o filho devido mudanças feitas na propriedade. Ceawlin baniu a mãe da cerimônia, Anna Thynn, por conta de comentários racistas feitos à Emma. Segundo o DailyMail, a matriarca se opôs à escolha e chegou a questioná-lo: “Você tem certeza do que está fazendo com os 400 anos de linhagem?”.

Ceawlin Thynn e Emma Weymouth
O casal Ceawlin Thynn e Emma Weymouth

Para evitar que a mãe atrapalhasse o casamento, Ceawlin colocou seguranças na entrada do palácio. À época, os marqueses de Bath, Alexander e Anna Thynn negaram os acontecimentos, posteriormente confirmados por Suzanna McQuiston. A mãe da noiva concedeu uma entrevista ao DailyMail em 2015. Na conversa, a socialite disse que a filha sofreu racismo, esnobismo e chegou a ser intimidada em algumas situações.

“Por que alguém diria uma coisa dessas se não fosse racista? Ela teria dito isso sobre uma garota branca? Anna é simplesmente horrível. E ela é húngara, pelo amor de Deus. Somos mais britânicos do que ela”, contou Suzanna na entrevista em referência a fala da marquesa sobre prejudicar a linhagem Thynn. Devido às críticas, Anna ficou proibida de ver os netos.

Kitty Spencer e Emma Weymouth
Sobrinha da princesa Diana, Kitty Spencer posa com Emma Weymouth
Vida

Do relacionamento de Emma e Ceawlin nasceram dois frutos, John Alexander Ladi Thynn e Henry Richard Isaac Thynn. O casal teve o segundo filho por meio de uma barriga de aluguel. Atualmente, a família vive em Longleat House, imponente mansão com 130 cômodos. Na casa, há portas secretas escondidas atrás de estantes de livros, de acordo com o site norte-americano especializado em alta sociedade Guest of a Guest.

Emma Weymouth e Henry Richard Isaac Thynn
A marquesa com o filho Henry

Mas não é só isso que chama atenção na propriedade com mais de 3 mil hectares. Administrado por Ceawlin desde 2010, o local ficou famoso por ter um parque de safári e santuário com mais de 500 animais, criado pelo avó de Ceawlin. Quando não está cuidando dos filhos ou diante dos holofotes, Emma assume o papel de alimentar algumas espécies.

Em um vídeo da revista britânica Hello!, Emma faz carinho em um coala, brinca com lêmures e alimenta uma girafa. Na entrevista à publicação, a marquesa revelou que a tarefa mais prazerosa é dar um banho de lama nos rinocerontes do santuário animal. Ela também ajudado em um programa de conservação para pandas-vermelhos ameaçados de extinção, conforme explicou à Vogue.

Na rotina da marquesa, ainda há espaço para a prática de atividade física matinal. “Eu geralmente acordo por volta das 6h45. Começo o dia com treinamento feito em intervalos ou minha bicicleta”, disse ao jornal The Daily Telegraph.

Confira um pouco do safári no vídeo abaixo:

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias