Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Sem falhas: confira dicas para cortar o cabelo das crianças em casa

Chegou a hora da garotada dar adeus àquele cabelo que atrapalha a brincar, ler ou fazer as atividades escolares sem sair da quarentena

atualizado 07/05/2020 17:18

Cortar o cabelo das crianças em casaWestend61/Getty Images

Com o período de isolamento social, alguns hábitos precisaram ser mudados. Agendar horário no salão e levar as crianças para cortar o cabelo foram um dos atos deixados de lado, por enquanto, por medida de segurança. A pedido dos filhos, coube a alguns pais assumir o controle das tesouras em casa com o intuito de aparar os fios dos pimpolhos.

A empresária Bruna Slaviero passou pela situação, mas não por súplica das filhas Nina, 5 anos, e Alexa, 3. Ela sugeriu cortar as madeixas das meninas, que ficaram ansiosas pelo novo visual. Além da mãe, as crianças amaram o resultado: “As duas adoraram, principalmente depois de receberem elogios de familiares e amigos. Elas estão se achando”, contou, aos risos.

A mãezona não chegou a pesquisar dicas na internet. “Fui no feeling mesmo e não fiquei receosa. São crianças, daqui a pouco cresce e está tudo bem”, destacou a empresária. Ao terminar de cortar, Bruna secou o cabelo das garotas e consertou as partes que ficaram um pouco tortas.

Menina de chapéu
Primogênita de Bruna, Nina com o novo visual

Nem todos os pais têm a mesma coragem da mãe de Nina e Alexa. A maioria busca no mundo virtual conselhos e truques de como proceder na hora de aparar os fios dos filhos. Com a quantidade de pedidos de ajuda durante a quarentena, o salão brasiliense Cabelo Club criou o serviço de consultoria on-line e gratuita. Nos atendimentos, profissionais auxiliam os pais por meio de chamadas de vídeo.

A ideia é dar assistência aos papais e mamães na hora de diminuir o tamanho ou o volume das madeixas dos pimpolhos, sem grandes falhas. “O profissional escalado orienta o passo a passo do início até o fim do corte. Durante as explicações, enviamos vídeos curtos para servir de exemplo em algumas técnicas”, enfatizou a proprietária do salão, Carla Seara.

De acordo com Carla, as principais dúvidas dos tutores são relacionadas a como cortar sem deixar “buracos” e como deixar a criançada calma ao longo do procedimento.

A seguir, confira algumas instruções e táticas dos profissionais do Cabelo Club para realizar o corte em casa. Chegou a hora da garotada dar adeus àquele cabelo que atrapalha na hora de brincar, ler ou fazer as atividades escolares.

Itens necessários

Tesoura, pente, toalha (que servirá como capa) e, caso tenha em casa, um borrifador para umedecer o cabelo, caso não esteja molhado.

Segundo Carla, nem todas as tesouras e pentes são apropriados ao procedimento, sendo que alguns podem gerar riscos à criança. Vale avaliar se os utensílios são recomendados e adequados para aparar os fios.

Espaço ideal

Os profissionais sugerem que o ambiente perfeito para assumir o comando das tesouras é em um lugar bem iluminado, de preferência na área externa de casa a fim de facilitar a limpeza posterior ao corte.

Idade

“Meninos e meninas menores de 3 anos, não aconselhamos”, frisa Carla Seara em relação à faixa etária ideal. Aos papais e mamães, a profissional indica o corte apenas quando as madeixas estiverem causando prejuízos à qualidade de vida da criança. Ao cortar, tenha cuidado: crianças muito pequenas, ao fazerem movimentos bruscos, podem ocasionar acidentes durante o procedimento.

No Cabelo Club, os cabeleireiros cortam os fios da garotada com a ajuda de um auxiliar, responsável por contar histórias infantis. As táticas devem ser colocadas em prática também no método domiciliar.

O importante é manter o pimpolho ocupado durante o procedimento, por isso, vale pedir a colaboração de mais um membro da família para entreter a criança. Um brinquedo ou vídeo pode ser uma opção de distração.

Não é não!

O pimpolho não quer cortar as madeixas? Não force. De acordo com Carla, o ato de pressionar gera, no mínimo, desinteresse e aversão. Nessas situações, podem surgir traumas inconscientes. “Tem de ser um momento de diversão e interação entre os pais e a criança, uma experiência saudável para toda a família”, recomenda.

Meninos

Os cabeleireiros aconselham o uso de máquina nas madeixas crespas de garotos por facilitar o corte. Ao utilizar o aparelho, o macete é optar pelos pentes a partir da numeração 3. “Os cabelos devem estar secos. Na parte superior, a numeração será maior que nas laterais e nuca. Caso prefira numeração 3 nas laterais e nuca, usar numeração 4 ou 5 em cima”, propõe Carla Seara.

Os meninos podem se assustar com o barulho da máquina. O ideal é mostrar o funcionamento do utensílio antes do corte e assimilar o ruído ao som de um avião ou abelha. “Pais, não esqueçam de interagir e explicar cada etapa do processo. Isso gera confiança”, orienta a profissional.

Umedeça os fios cacheados antes do método. Molhada, a franja deve ser cortada sempre abaixo da sobrancelha. Nada de apostar em modelos complexos nas madeixas lisas de meninos, pois requer bom manejo com a tesoura. “Prefira cortes simples ou apare somente as pontas”, sugere Carla.

Costeleta

Tenha como referência a altura da orelha para cortar as costeletas do mesmo tamanho. Tome cuidado com os fios próximos ao contorno da orelha e tente cortar rente à curvatura. Essas são as táticas dos cabeleireiros do Cabelo Club.

Meninas

Fios cacheados e crespos das garotas costumam encolher quando ficam secos. Portanto, a dica dos profissionais do salão é cortar aos poucos, conferindo se restou alguma ponta depois de seco. Essa medida evita falhas irreparáveis.

No caso dos cabelos cacheados, deve-se seguir o truque de aparar menos no comprimento com o intuito de não deixar as madeixas volumosas. Se forem fios crespos, corte quando estiverem umedecidos e desembaraçados com creme para pentear. Em seguida, os cabeleireiros indicam esticar os fios para baixo e retirar as pontas uniformemente.

Nas madeixas lisas de meninas, orienta-se tirar somente as pontas e cortar menos que o planejado. Caso queira aparar 4 centímetros, comece pela metade. Se achar que está longo, é válido repetir o processo. Os fios precisam estar úmidos e desembaraçados. Ao fim do corte, seque o cabelo para avaliar o resultado.

Na hora de cortar a parte de trás, uma sugestão é pedir para a menina abaixar a cabeça colocando o queixo no peito. Segundo Carla, facilita o método.

Franja

Conforme explica Carla, cortar a franja requer uma tesoura de qualidade. Dependendo do objeto disponível em casa, não dá para arriscar. O principal macete do procedimento é usar prendedor delimitando com precisão a franja. Os pais devem redobrar a atenção por conta da proximidade da tesoura com o rosto. É perigoso devido aos movimentos repentinos da criança.

Seca ou molhada? Por facilitar o uso da tesoura, principalmente por pessoas sem experiência, a melhor maneira de cortar a franja é com os fios úmidos, mas com cuidado. Como as madeixas costumam encolher depois de secas, em especial as cacheadas e crespas, os cabeleireiros do Cabelo Club recomendam aparar aos poucos.

 

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias
Mais lidas