As curiosidades, tendências e novidades do mundo pet

10 curiosidades incríveis sobre os cães da raça chow chow

Chamado por muitos de cão-gato, esse cachorrinho de origem asiática é comportado, reservado e por vezes, teimoso

atualizado 07/06/2020 10:05

Cachorro chow chow pets é o bichoReprodução/Unsplash: Alex Blăjan

Conhecido por sua língua azul, olhos bem pequenos e uma enorme quantidade de pelos semelhantes a uma “juba”, o cachorro chinês da raça chow chow conquista uma grande quantidade de admiradores por todo o mundo, inclusive no Brasil. Conhecido como “cão-gato”, esse cãozinho tem um personalidade forte e bastante peculiar.

Pensando nisso, o Metrópoles separou 10 curiosidades incríveis sobre o chow chow. Confira:

1- Origem desconhecida

A origem do chow chow ainda é desconhecida, no entanto, existem algumas especulações devido a registros antigos encontrados na China. O cãozinho era representado em algumas esculturas da Dinastia Han, que governou a China entre 206 a.C e 22 a.C. Mas alguns historiadores acreditam que esse cãozinho surgiu na Sibéria e foi levado para a China.

2- O pet dos camponeses

Durante o século VII, o chow chow era o cachorro mais popular entre os camponeses chineses. Além disso, eles eram utilizados como cães de guarda e tração, e infelizmente, também eram utilizados como cães de briga em várias rinhas realizadas na época.

3- Era exposto em zoológicos

Após ser levado para a Inglaterra durante o século XIX, o chow chow começou a chamar muita atenção por sua aparência peculiar e muito diferente dos outros cães da época. Com isso, ele virou atração para os ingleses e em 1880 passou a ser exposto em diversos zoológicos do Reino Unido, com direito a visita da rainha Vitória.

4- Porque eles têm a língua azul ou roxa?

O chow chow tem a língua azul devido a uma predisposição genética que causa o depósito extra de melanina na língua. Essa característica foi desenvolvida propositalmente pelos criadores da raça. Mas o cãozinho não é o único a possuir essa característica. Os cães da raça shar pei também possuem a língua azul ou roxa.

5- Reconhecida apenas em 1903

Os cães da raça passaram por diversas modificações ao longo dos anos para ficarem maiores e mais musculosos. Com isso, rapidamente a raça foi ficando popular em muitos outros países e após ganhar popularidade nos Estados Unidos, a raça foi reconhecida pelo American Kennel Club (AKC) em 1903.

6- A origem do nome chow chow

Além de ter o chow chow com pet, os chineses também comiam a carne desse cãozinho e utilizavam sua pele para fazer roupas de inverno. E acredita-se que a origem do seu nome vem justamente dessa história, pois “chow” seria um eufemismo para a palavra chinesa “xião”, que significa alimento.

7- São reservados

Por mais que sua aparência fofa dê ao chow chow um ar de animal amigável, esse cãozinho na realidade é bastante reservado e não é muito fã de carinhos. Eles também não gostam de ser provocados e incomodados, logo, não recebem muito bem abraços de crianças e estranhos.

8 . Precisam de adestramento logo cedo

O chow chow é uma raça muito inteligente e pode ser adestrado com facilidade, inclusive o adestramento e treino de socialização é muito necessário para esses cãezinhos quando ainda são filhotes. Além disso, o chow chow não tolera castigos físicos e um tratamento ruim, logo, ele espera respeito dos tutores e pode retornar o tratamento que recebe na mesma medida. Por isso, trate-o com carinho e respeito para que a relação seja saudável.

9. Comportado e silencioso

O chow chow é um cãozinho comportado, calmo e silencioso, logo, muito dificilmente o tutor terá que se preocupar com ele destruindo coisas o fazendo barulho. Muitos o apelidam de cão-gato, pois ele tem um personalidade muito semelhante a dos felinos. No entanto, quando está na “adolescência” pode querer desafiar a autoridade do tutor e ser bastante teimoso.

10 . Atenção redobrada com os pelos

O chow chow é um cãozinho que demanda bastante cuidado em relação aos pelos e aos olhos. Por isso, o tutor deve ter como rotina a limpeza dos olhos e escovação diária da pelagem para evitar que embarace e cause problemas ao pet. Além disso, os banhos devem ser semanais e o tutor deve dedicar um tempo para secar bem a enorme quantidade de pelo, pois se ficar úmido, o chow chow pode ter descamação na pele.

Últimas notícias