Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Covid-19: Bares, parques e academias permanecerão fechados no DF

Também não reabrirão, no próximo dia 4 de maio, clubes, salões de beleza, restaurantes e praças de alimentação de shoppings

atualizado 29/04/2020 17:39

Após o fim da suspensão das atividades comerciais em decorrência da pandemia do novo coronavírus, no dia 4 de maio, bares, restaurantes, academias, salões de beleza, clubes e parques permanecerão fechados no Distrito Federal. As praças de alimentação de shoppings também não serão reabertas.

O objetivo é manter o controle dos casos de Covid-19 na capital do país. “Estamos formatando todos os protocolos que deverão ser seguidos em todos os setores que serão reabertos”, afirmou o governador Ibaneis Rocha (MDB) à Grande Angular. Nos espaços que permanecerão fechados, o risco de disseminação da doença é maior.

De acordo com Ibaneis, todas as informações sobre os procedimentos serão passadas para a sociedade. Ainda segundo o governador, o GDF estuda a publicação de decretos para garantir a segurança da população diante da retomada das atividades comerciais.

Ibaneis afirmou que vai aguardar a decisão da Justiça Federal sobre a reabertura do comércio para publicar os decretos que contenham regras para a reabertura das atividades no DF.

“Estamos estudando cada uma das medidas que devem ser observadas e repassadas para a população, mas o ideal é que a gente aguarde a decisão da Justiça, para que as iniciativas não sejam inócuas”, afirmou.

Os ministérios públicos do DF e Territórios (MPDFT), Federal no DF (MPF-DF) e do Trabalho (MPT) ajuizaram uma ação civil pública pedindo a suspensão imediata de todas as atividades não essenciais no Distrito Federal devido ao estado de emergência provocado pelo novo coronavírus.

Leitos

Ibaneis informou que o DF dispõe, atualmente, de 122 leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) preparados para serem usados por pacientes com diagnóstico de Covid-19. A partir do dia 4 de maio, quando parte do comércio reabrirá as portas, o número chegará a 172. E a previsão do GDF é que apenas 15% da capacidade dessas unidades estejam sendo utilizadas.

Na manhã desta quarta-feira (29/04), o governador afirmou, durante solenidade para apresentar pesquisa sobre o tratamento de doentes com o plasma de pessoas recuperadas, que a curva de contaminação do novo coronavírus no DF está achatada e controlada,

“A curva de contaminação do novo coronavírus no DF está achatada e controlada, mas, mesmo assim, ainda enfrentamos um período de muita dificuldade”, disse.

Últimas notícias
Mais lidas