Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

SLU limpa área do Nilson Nelson, gerido pela iniciativa privada

Um vídeo mostra trabalhadores do Serviço de Limpeza Urbana varrendo dentro de uma área delimitada nas proximidades do ginásio

atualizado 28/02/2020 14:51

Felipe Menezes/Metrópoles

Apesar de a iniciativa privada ser responsável pela gestão do Complexo Esportivo de Brasília, formado pelo Mané Garrincha, pelos ginásios Nilson Nelson e Cláudio Coutinho, quem limpa a área externa ainda é o Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

Um vídeo mostra trabalhadores da autarquia varrendo nas proximidades do Ginásio Nilson Nelson. Os servidores estão dentro de uma área delimitada por correntes. As imagens foram feitas na manhã dessa quinta-feira (27/02/2020).

O Contrato de Concessão de uso de bem público nº 38/2019, fechado entre a Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) e a Arena BSB, prevê que a limpeza é uma das ações mínimas exigidas na operação do equipamento.

Conforme mostrou o Metrópoles, a Arena BSB começou a cobrar pelo estacionamento na área do Complexo Esportivo de Brasília em 8 de fevereiro de 2020, em situação similar à de shoppings. Na ocasião, foram delimitadas 3 mil vagas pelo preço único de R$ 20 para usuários que participaram do evento The Send.

À coluna, o SLU disse que “sempre foi responsável pela limpeza das áreas externas do Estádio Mané Garrincha e do Ginásio Nilson Nelson”.

Segundo a autarquia, como os espaços não são cercados e permitem acesso livre para pedestres, a concessionária protocolou ofício solicitando convênio com o SLU, que está em análise na Procuradoria Jurídica do órgão.

Enquanto a situação não é regularizada, conforme pontuado pelo SLU, o órgão colabora com a limpeza do local, “já que faz parte de suas atribuições a promoção da limpeza pública, evitando impactos na saúde da população”.

A Arena BSB informou que as áreas de estacionamento do Complexo Esportivo de Brasília têm sido utilizadas por pedestres e veículos, com exceção dos dias nos quais há eventos no estádio e no ginásio, quando apenas carros têm entrada controlada.

“Há tratativa com o SLU desde o dia 29 de janeiro sobre o equacionamento do assunto”, frisou.

Confira o vídeo:

Últimas notícias
Mais lidas