Com Bruna Lima, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Após veto nos EUA, Trump diz que continuará enviando cloroquina ao Brasil

Nesta 2ª feira, a FDA principal autoridade de vigilância sanitária dos EUA, revogou a autorização emergencial para uso do medicamento

atualizado 23/05/2021 0:52

Bolsonaro cumprimenta Trump durante jantarAlan Santos/PR

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que continuará enviando cloroquina e hidroxicloroquina ao Brasil mesmo após a Food and Drugs Administration (FDA), principal autoridade de vigilância sanitária norte-americana, revogar a autorização emergencial para seu uso contra a Covid-19. O chefe norte-americano fez a afirmação nesta segunda-feira (15/06).

De acordo com documento publicado também nesta segunda-feira pela FDA, está revogada a permissão de emergência para o tratamento com cloroquina e hidroxicloroquina contra a Covid-19. “Não é mais razoável acreditar que as formulações orais de hidroxicloroquina e de cloroquina podem ser eficazes”, afirmou o órgão dos Estados Unidos.

A FDA também explicou que tomou a decisão com base em novas informações e em uma reavaliação dos dados disponíveis no momento da liberação de emergência para pacientes com o novo coronavírus.

0

No fim de maio, os americanos anunciaram o envio de 2 milhões de doses de hidroxicloroquina ao Brasil.

O que diz a OMS

Organização Mundial de Saúde (OMS)  alerta que não há comprovação sobre a eficácia do medicamento para o novo coronavírus.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna