Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Salas de aula terão acesso ao YouTube. Secretaria também quer Netflix

Liberação é possível após instalação de novos links de internet por meio da Subsecretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação, da Secretaria de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão

atualizado 04/06/2019 6:47

sala de aulaDÊNIO SIMÕES/AGÊNCIA BRASÍLIA

Integrantes do Governo do Distrito Federal (GDF) poderão acessar o YouTube, por meio do GDFNet, internet institucional de alta velocidade. A medida atende a solicitação de órgãos do Executivo local e vale também para as salas de aula, uma demanda considerada prioritária.

A Secretaria de Educação também pediu acesso ao canal de streaming Netflix para professores da rede pública utilizarem em sala de aula. O pedido será atendido, mas com restrição para algumas escolas.

A liberação aos vídeos do site é possível por conta dos novos links de internet instalados nessa segunda-feira (03/06/2019), de acordo com a Subsecretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação, da Secretaria de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão.

O secretário de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão, André Clemente, comemorou o avanço. “Apoiando as diversas secretarias nas suas áreas fins, a internet disponibiliza agora recursos de vídeos que permitem capacitar e difundir conhecimentos”, assinalou.

Últimas notícias
Mais lidas