No Chile, ministro da Saúde cai após divergência sobre número de mortes

Órgão governamental divulgou contagem menor de vítimas da pandemia do coronavírus

atualizado 13/06/2020 18:24

Divulgação/Presidência do Chile

Após uma divergência sobre número de mortes pelo coronavírus no Chile, o presidente Sebastian Piñera anunciou neste sábado (13/06) a saída do ministro da Saúde, Jaime Mañalich. O médico Enrique Paris foi nomeado para substituí-lo. Paris é ex-diretor da Faculdade de Medicina e que trabalhou junto de Piñera na elaboração de seu plano de governo.

Mañalich virou alvo de críticas na última semana após o Ciper Chile, um centro de investigações composto por jornalistas, denunciar possível distorção na contagem de mortos no país. Segundo a denúncia, o Departamento de Estatística do Chile (DEIS), órgão vinculado ao ministério da Saúde, estaria informando à Organização Mundial de Saúde (OMS) um número de mortos maior do que o divulgado ao público local.

A investigação teve acesso a tabelas que apontam que o número de mortes seria superior a 5 mil pessoas no país, quase o dobro do que havia sido divulgado oficialmente pelo ministério. Na sexta-feira, dados oficiais apontavam cerca de 2,8 mil mortos pela Covid-19.

Neste sábado, o número de novos casos no Chile foi de mais de 6,5 mil e o número de mortos ultrapassa o total de 200 nas últimas 24 horas.

0

Últimas notícias