Casos de coronavírus no DF superam a população de 5 cidades. Veja quais

Com 22,8 mil diagnósticos da doença, há mais brasilienses com Covid-19 do que moradores de algumas regiões administrativas do DF

atualizado 14/06/2020 20:02

Desinfecção no DFDANIEL FERREIRA/METRÓPOLES

O Distrito Federal já registrou mais casos do novo coronavírus do que a população de cinco regiões administrativas. A capital do país tem 22.871 mil infectados pela Covid-19, segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, por meio do Painel Covid-19.

Com a marca, o montante de contaminados supera o total de moradores da Fercal (8.553), do Varjão (8.802) e Setor de Indústria e Abastecimento (1.549) juntos.

A quantidade de doentes também é superior aos índices populacionais do Park Way (20.511) e da Candangolândia (16.849) e não está longe de se igualar ao número de habitantes do Núcleo Bandeirante, que conta com 23.619 residentes.

O Metrópoles usou como base para cálculo a mais recente Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD) divulgada pela Companhia de Planejamento do DF (Codeplan).

Analisando os números separadamente, é possível observar que o total de casos do DF corresponde a 14 vezes o tamanho da população do SIA.

A localidade, contudo, segue entre uma das menos atingidas pela pandemia: apenas 20 moradores foram contaminados pelo vírus. Na sequência, aparece a Fercal: 17.

0
Taxa de isolamento

O crescimento no número de casos ocorre em paralelo ao relaxamento das restrições impostas pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para conter a disseminação do novo coronavírus.

Dados mais recentes do instituto In Loco mostram que apenas 44,6% dos moradores do DF cumprem o isolamento social – o recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de, pelo menos, 60% da população.

O índice coloca o DF como a 13ª unidade federativa com melhor taxa de adesão ao confinamento. Rondônia é o estado que mais cumpre a quarentena, com 50% da população em isolamento social.

Medidas restritivas

O avanço da doença em algumas regiões administrativas levou o GDF a impor novas medidas restritivas, como em Ceilândia e Estrutural, que passaram 72 horas proibidas de abrir diversos estabelecimentos comerciais.

O GDF teve justificativa para adotar a restrição: Ceilândia lidera o ranking de casos confirmados de Covid-19 e de mortes decorrentes da doença. De acordo com o mais recente boletim da Secretaria de Saúde, a maior e mais populosa cidade do DF tem 2.792 infectados e 63 óbitos causados pelo novo coronavírus.

Já a Estrutural é a campeão quando a análise passa a ser a taxa de incidência, que é de 1.109% para cada grupo de 100 mil habitantes.

O GDF não renovou as medidas de controle nas duas localidades, mas não descartou que poderá voltar a adotá-las – inclusive em outras regiões administrativas. Tudo vai depender de como se comportará a curva da doença.

Últimas notícias