Coronavírus: Saúde dobra jornada de trabalho de 108 servidores do DF

Regime de 40 horas semanais era pedido pelos sindicatos. Segundo secretaria, os interessados estão na linha de frente contra a pandemia

atualizado 27/05/2020 19:05

Aumentar a capacidade de atendimento da rede pública de saúde é tarefa essencial na luta contra a Covid-19, desde a declaração de emergência sanitário no DF. A Secretaria de Saúde (SES-DF) tem à disposição dois meios: contratações, como as que foram anunciadas no fim do mês de abril para 145 médicos, e aumento da jornada de trabalho para os atuais servidores, passando de 20 para 40 horas semanais, como já foi feito no início de abril.

A edição extra do Diário Oficial do DF (DODF) de segunda-feira (25/05) publica lista de 108 servidores da pasta que vão trabalhar dobrado. São médicos, técnicos e auxiliares de enfermagem, técnicos de laboratório, auxiliares operacionais (AOSDs) e até motoristas e técnicos administrativos. São 2.160 horas a mais de atendimento que passariam a ser garantidas.

O primeiro beneficiado é o Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência para casos da Covid-19. Agora, a unidade tem 20 profissionais com presença dobrada, 15 deles atuando no atendimento dos 10 leitos de terapia intensiva abertos no local em maio.

“A ampliação foi para diversos serviços, todos relacionados à melhoria dos processos do plano de enfrentamento à Covid-19, com ênfase na unidade de terapia intensiva do Hran. Essa ampliação possibilita o pleno funcionamento dos leitos”, explicou o secretário de Saúde, Francisco Araújo.

Outros hospitais

Além do Hran, foram beneficiados os hospitais de Taguatinga, Gama, Sobradinho, Samambaia, de Apoio, Materno Infantil de Brasília, São Vicente de Paulo, além do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-DF) e de outros setores da Secretaria de Saúde.

“Tivemos uma grande ampliação de carga horária dos auxiliares de farmácia, que irão prestar essas horas a mais na Subsecretaria de Logística, contribuindo para otimizar os processos de estoque, armazenamento e distribuição dos insumos”, indicou a subsecretária de Gestão de Pessoas (Sugep), Silene Almeida.

A SES informou que já ampliou, neste ano, a carga horária de 258 servidores. No ano passado, mais 576 profissionais da pasta tiveram o mesmo aumento das horas trabalhadas. Isso totalizou 16.680 horas a mais de atendimento à população.

Reivindicação dos sindicatos

Dois sindicatos da área publicaram a notícia em seus sites indicando que a ampliação da carga horária também atende a um dos pedidos das categorias representadas pelo Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF).

No SindSaúde-DF, a presidente Marli Rodrigues frisa que se reuniu semana passada com o secretário de Saúde e entregou requerimento para aumento da carga horária de servidores durante uma solenidade no auditório do Hran.

0

 

 

 

Mais lidas
Últimas notícias