Centros de Línguas do DF também retomam aulas a partir de 29 de junho

Atividades serão lecionadas à distância: pela televisão, computador ou com materiais impressos entregues na casa dos estudantes

atualizado 04/06/2020 17:09

Marcado para 29 de junho, o retorno do ano letivo na rede pública de ensino também marca a volta às aulas nos Centros Interescolares de Línguas do Distrito Federal (CILs).

Segundo a Secretaria de Educação (SEE-DF), as aulas seguirão os plano de validação das atividades pedagógicas proposto pela pasta e serão lecionadas à distância.

Os CILs terão autonomia para a criação dos conteúdos que serão disponibilizados na plataforma digital Google Sala de Aula. A pasta afirma já ter sido procurada por embaixadas interessadas em auxiliar o trabalho da Educação no elaboração de metodologias.

Um reclamação dos docentes é que nem todos os alunos dos cursos possuem acesso à internet e não conseguirão acompanhar as aulas televisionadas. Por isso, alguns estudantes também receberão conteúdos didáticos impresso em casa.

0
Volta do ano letivo

Nessa quarta-feira (03/06), o secretário de Educação João Pedro Ferraz anunciou a data de retorno do ano letivo escolar da rede pública a partir de 22 de junho.

Inicialmente, o retorno se dará por meio de teleaulas e, nos primeiros dias, a presença dos alunos não será cobrada. Só a partir do dia 29 os professores passarão a computar os estudantes faltosos.

Ainda de acordo com o chefe da pasta, os servidores e professores já retomarão os trabalhos nesta sexta-feira (05/06). Entre os dias 8 e 12 de junho, ocorrerá a semana de formação dos docentes e, a partir do dia 15, será feita a organização dos trabalhos pedagógicos.

A Secretaria de Educação já firmou parceria com três emissoras de televisão com sinal aberto (TV Justiça, Gênesis, União). Os canais irão transmitir as teleaulas lecionadas ao vivo por professores e servidores da pasta.

Serão três canais com 195 horas de programação semanal. As aulas serão ministradas por professores da rede pública. A intenção da pasta é a de contratar uma quarta emissora. O cronograma das teleaulas já foi divulgado.

 

Últimas notícias