Ibaneis escolhe mais cinco administradores regionais. Saiba quem são

O governador eleito definiu quem ficará à frente das unidades de Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Santa Maria, Guará e SIA

atualizado 31/12/2018 19:39

Daniel Ferreira/Metrópoles

O governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) definiu, nesta segunda-feria (31/12), mais cinco nomes para as administrações regionais. A equipe da transição confirmou quem ficará na chefia de Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Santa Maria, Guará e do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).

O agente aposentado da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) José Luiz Gonzalez será o responsável pela Candangolândia. Filho de pioneiros, nasceu e mora na região. Gonzalez é ex-presidente do Conselho Comunitário de Segurança da Candangolândia.

O sargento da reserva da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Adalberto Carvalho assumirá o cargo de administrador do Núcleo Bandeirante. Ele atuou como presidente do Rotary Club no Núcleo Bandeirante e da Associação dos Moradores da Divinéia.

Os nomes de Gonzalez e Carvalho foram endossados por Hermeto (PHS), deputado distrital eleito com votação expressiva tanto no Núcleo Bandeirante quanto na Candangolândia.

O chefe da Administração Regional de Santa Maria será Miro Gomes. O conselheiro tutelar é o braço direito da deputada distrital eleita Jaqueline Silva (PTB), diplomada após decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que tirou o mandato de Telma Rufino (Pros).

Candidata derrotada à Câmara Legislativa (CLDF) pelo PP, a missionária Vânia Gurgel ficará no comando da Administração Regional do Guará. Embora seja do mesmo partido que a deputada federal eleita Celina Leão e tenha trabalhado na campanha dela, Vânia se aproximou do distrital Rodrigo Delmasso (PRB), que a indicou. “É o meu padrinho”, afirmou. Vânia diz que trocará nos próximos dias de legenda: planeja sair do PP e entrar no PRB.

Outra apoiada por Delmasso é a engenheira-agrônoma Luana Machado. Ela estará à frente da Administração Regional do SIA. O órgão absorverá a unidade do Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (Scia), segundo a equipe de transição.

0

 

Sugestões
Ibaneis tem colhido sugestões de deputados distritais a fim de definir os administradores regionais no primeiro momento do mandato. No Sudoeste e no Cruzeiro, a recomendação virá do parlamentar eleito Reginaldo Sardinha (Avante). O futuro governador deve colher palpite do também deputado eleito João Cardoso (Avante) para o comando de Sobradinho.

No domingo (30/12), Ibaneis anunciou o advogado Rubens Santoro Neto como administrador do Lago Sul. Foi o primeiro nome divulgado pelo governador eleito para chefiar regiões administrativas do DF.

Estrutura
Conforme divulgou o Metrópoles, o emedebista vai ampliar o número de administrações: de 31 para 34. Serão criadas as do Sol Nascente e Pôr do Sol, de Arniqueiras e do Arapoanga. Estuda-se ainda um órgão específico para o Itapoã, mas essa possibilidade será firmada ao longo da gestão.

Os primeiros administradores a assumirem os cargos devem ficar no comando até que o governo consiga aprovar o novo modelo de eleição para os gestores regionais. A ideia de Ibaneis é fazer a seleção por meio de lista tríplice. Porém, ele precisa definir como será o procedimento.

Mais lidas
Últimas notícias