Covid-19: hospitais particulares têm quase 80% dos leitos de UTI ocupados

Rede pública ainda possui 170 unidades de terapia intensiva disponíveis para novos pacientes graves da doença no Distrito Federal

atualizado 09/06/2020 22:57

Pessoa em UTIHugo Barreto/Metrópoles

Dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) apontam que há, apenas, 22,75% leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) vagos em hospitais particulares do DF. Ou seja, a taxa de ocupação atual das UTIs privadas é de quase 80%.

Essas vagas são usadas no tratamento de pacientes graves do novo coronavírus. Do total de UTIs na rede, 211 são destinadas exclusivamente para brasilienses com Covid-19. Apenas 48 leitos ainda não foram ocupados.

A situação é diferente na rede pública. Os hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) do DF ainda têm 45,7% UTIs aptas para receber novos pacientes graves com coronavírus. Na prática, significa que 202 dos 372 leitos já estão ocupados.

Atualmente, o Distrito Federal tem 18.090 casos notificados da Covid-19. Em quase 60% dos registros, os pacientes já se recuperaram da doença. O novo coronavírus já matou 236 brasilienses desde o início da pandemia, o que representa taxa de letalidade de 1,3%.

A idade mediana dos pacientes é 39 anos. A letalidade mais alta da doença ocorre entre infectados na faixa etária dos 71 anos. O brasiliense pode consultar a vacância de leitos em cada unidade particular de saúde na Sala da Situação da pasta.

0

 

Mais lidas
Últimas notícias