Seis mil multas por dia. Brasilienses pagam R$ 282 mi em 2019

Os números são de janeiro até novembro. Se comparado aos últimos 10 anos, o valor nominal bateu recorde

atualizado 29/12/2019 21:47

Raimundo Sampaio/Esp. Metrópoles

O ano nem acabou e os brasilienses já acumularam cifra milionária em multas. Até novembro, segundo dados do Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) compilados pelo (M)Dados — núcleo de análise de grande volume de informações do Metrópoles –, já foram mais de R$ 282 milhões em infrações.

Se comparado aos últimos 10 anos, o valor nominal bateu recorde. Em 2009, a arrecadação não chegou a R$ 113 milhões, de acordo com o Portal da Transparência do Distrito Federal. No ano passado, a cifra foi de quase R$ 223 milhões.

O Detran ressaltou, em nota, que o montante não corresponde necessariamente ao pagamento das multas emitidas neste ano, “devido a prazos de recursos, inadimplência e pagamento atrasado de multas de anos anteriores, por exemplo”. E mais: nem tudo volta para o órgão. Parte da verba arrecadada vai para os cofres do Tesouro.

Em quantidade, os números também surpreendem. Já foram quase dois milhões de notificações, mais de uma multa por habitante, se considerarmos a última estimativa de população do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Do total arrecadado em 2019, a maior parte é por multa em semáforos. Em seguida, aparecem as infrações flagradas em radares e barreiras eletrônicas.

“Vale-abono”

A conversão de multas leves e médias em advertências para bons motoristas será registrada em papel. A atual direção do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) pretende poupar os bolsos dos condutores sem histórico de infrações após o primeiro tropeço ao volante. O cidadão será notificado oficialmente do indulto, uma espécie de “vale-abono”. A ação vai ocorrer diferentemente de como acontecia em gestões passadas, quando o benefício ocorria de forma silenciosa, sem ser divulgado ao beneficiado.

Segundo o Detran-DF, 73 multas foram convertidas entre 01 de janeiro e 19 de maio deste ano. Ao longo de 2018, o órgão lançou 1.276.982 penalidades, enquanto 286 viraram advertências. Em 2017, foram disparados 1.282.205 autos, contra 556 conversões. No decorrer de 2016, o benefício foi concedido a 386 motoristas. Ou seja, ao longo de todo esse período, 1.301 pessoas foram beneficiadas, mas não souberam da existência do “perdão”.

Mais lidas
Últimas notícias