DJ’s de Brasília surfam na onda das lives para fortalecer cena eletrônica

Com o isolamento social e as festas canceladas, os amantes de música eletrônica da capital se voltam para os shows on-line

atualizado 20/05/2020 15:26

Picape de DJ SonyHugo Barreto/Metrópoles

Durante o período de pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e as medidas de isolamento social para conter o avanço da doença, diversas festas e eventos foram cancelados, fazendo com que, o público se voltasse as várias lives que tem sido sucesso durante a quarentena. Além de bandas consagradas, DJs entraram com força neste mercado, levando animação ao público.

DJ’s renomados do país, como Vintage Culture, Pedro Sampaio e Dennis Dj, têm feito lives quase que semanais para animar o público que está em casa. E o mais cultuado nome da cena local, Alok, foi atração do projeto Em Casa, com transmissão na Globo, YouTube e Multishow.

Esses artistas encontram uma facilidade maior em relação a cantores e bandas: dependem apenas dos equipamentos de mixagem (CDJs, mesas de som etc) para fazer a festa. Por isso, inspirado nos grandes nomes, DJs da capital buscam promover eventos virtuais para levar diversão aos brasilienses, carentes de boates e shows. Na próxima sexta-feira (22/05), por exemplo, Tom Mark, Leandro Hungria e Dj Lizzo realizam uma live com intuito de levar um pouco da cena eletrônica para os fãs das batidas eletrônicas.

A live vai ser transmitida direto da casa de Leandro Hungria – irmão do rapper Hungria Hip-Hop – e vai contar também com a presença de outros Dj’s residentes no Distrito Federal, com o objetivo de fortalecer a cena eletrônica da capital.

0

A proposta casa com a ideia de outros Dj’s que tem “se virado” na quarentena para animar o público que está em casa e dar continuidade aos seus trabalhos. Na capital, os Dj’s Legan (Henrique Nagel) e Daniel Futuro desenvolveram o projeto Pink Sessions, que está trazendo semanalmente representantes da música eletrônica local. O próximo evento ocorre, nesta quinta (21/05), a partir das 18h, no Instagram.

“Essas lives semanais têm intuito de dar oportunidade para os DJs que passaram pela casa [Pink Elephant], mostrando o trabalho deles e ao mesmo tempo entretendo a galera que sente falta da energia da boate”, conta Legan ao Metrópoles.

Outros nomes conhecidos da cena da capital aderiram às lives, como o DJ Maraskin, que usa seu Instagram como plataforma de divulgação, e o produtor cultural Chico Aquino.

Chicco Aquino
Chicco Aquino toca em lives nas redes sociais

Mais lidas
Últimas notícias