Black Friday: iFood terá promoções diárias durante novembro

Com 21,5 milhões de pedidos mensais, a empresa deseja que o consumidor veja o produto como algo rotineiro, e não uma indulgência

atualizado 31/10/2019 18:53

Flashbang/Divulgação

Osasco (SP) – Pedir comida no app de delivery não como uma indulgência, mas um hábito rotineiro: esta é a mudança que o iFood pretende realizar na alimentação do brasileiro. Nesta sexta-feira (01/11/2019), a empresa vai iniciar sua ação de Black Friday, que consiste em dispor ofertas “inacreditáveis” diariamente, durante todo o mês de novembro.

A empresa ainda terá uma ação com o humorista Fábio Porchat e a cantora Gretchen: a dupla vai aparecer todos os dias na Globo para girar uma roleta e anunciar ainda mais ofertas no aplicativo, válidas das 11h às 18h, ou até quando durarem os estoques dos itens anunciados. A primeira aparição dos dois será nesta sexta, às 11h.

Serão vendidos pratos a R$ 1, cupons, entrega grátis e descontos de até 70%, além de ações casadas: se o cliente comprar o almoço no aplicativo, ganha R$ 15 para usar na refeição seguinte.

O iFood bateu, em setembro passado, a marca de 21,5 milhões de pedidos por mês: são 116 mil restaurantes cadastrados no aplicativo. Essa quantidade de entregas seria suficiente para alimentar, nas três refeições diárias, cidades do tamanho de Florianópolis (SC) ou Uberlândia (MG) por um mês.

A empresa visualiza um futuro em que a cozinha será um cômodo cada vez menor e com menos importância nas casas brasileiras. O fogão, um item obsoleto. A ideia é “revolucionar” a alimentação do brasileiro ao torná-la cada vez mais associada ao delivery.

Eu acho a comparação com o vestuário perfeita: antigamente, as pessoas faziam as próprias roupas em casa, uma perda de tempo que hoje é impensável. Quem faz, é por prazer, por hobby. Comer iFood é mais barato, mais fácil, melhor que fazer comida em casa e é mais rápido

Fabrício Bloisi, CEO da Movile, empresa de tecnologia que desenvolveu o iFood
Tecnologia

Bloisi não gosta de definir o iFood como uma aplicativo de delivery: para ele, a startup é, basicamente, um empreendimento de tecnologia. Em apresentação para jornalistas na sede da empresa, em Osasco (SP), na última terça-feira (29/10/2019), o CEO e diretores de diversas áreas da casa apresentaram inovações relacionadas ao assunto que devem chegar em breve aos celulares e às ruas das 882 cidades que o aplicativo atende.

Em algumas semanas, os clientes do iFood que usam aparelhos com sistema operacional Android poderão pedir comida com simples comandos de voz. No iOS, a Siri dispõe de algumas funcionalidades como sugestões de restaurantes e a opção de acompanhar o pedido. “Estimamos que essa novidade atinja 90% dos usuários”, previu o diretor de comunicação e relações públicas da empresa, Bruno Montejorge.

Outra novidade tecnológica é a substituição das motos e das bicicletas por modais elétricos. A partir de novembro deste ano, as regiões da Avenida Paulista e Itaim Bibi, em São Paulo, receberão as primeiras patinetes elétricas disponibilizadas pela empresa. Serão inicialmente 20 unidades, número que deve crescer para 130 até o fim do mês. A ideia é que a operação vá se expandindo ao longo dos meses para outros locais.

Os novos modais foram desenvolvidos pelo iFood em parceria com a fabricante de patinetes elétricas Scoo. Todas as unidades serão estilizadas com a marca de delivery e deverão ser alugadas pelos entregadores, com opções de pagamento diário, semanal ou mensal..

Por fim, o iFood anunciou que em janeiro de 2020 vai contar com inteligência artificial para parte das entregas. Em parceria com a empresa Synkar Autonomus, estão desenvolvendo um robô autônomo que, a princípio, vai auxiliar nas entregas de restaurantes localizados em shoppings: a ideia é que o aparato colete o pedido na praça de alimentação e se dirija ao iFood Hub, ponto de encontro criado para poupar que o entregador tenha que circular por espaços movimentados com a volumosa mochila com a qual trabalha. No futuro, a máquina deverá fazer entregas em condomínios residenciais.

* A repórter viajou a Osasco a convite do iFood

Últimas notícias