Ministros do STF veem live de Bolsonaro como “tiro no pé”

Auxiliares do presidente, por sua vez, dizem que transmissão fez aumentar adesão às manifestações de domingo (1º/8) a favor do voto impresso

atualizado 30/07/2021 11:29

A live realizada pelo presidente Jair Bolsonaro na noite de quinta-feira (29/7), para falar sobre supostas possibilidades de fraude na urna eletrônica, foi vista por ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) como um “tiro no pé” do próprio chefe do Palácio do Planalto.

A avaliação na Corte é que o presidente da República falou para “convertidos” e tentou inverter o ônus da prova, ao dizer que só tinha “indícios” da suposta fraude e que quem defende a urna é que teria a obrigação de provar que o voto no Brasil pode ser auditável.

Aliados de Bolsonaro, por sua vez, dizem que a reação para a base bolsonarista foi “excelente”. Segundo auxiliares do presidente ouvidos pela coluna, a live tem contribuído para “disparar” a adesão às manifestações convocadas para domingo (1º/8) a favor do voto impresso auditável.

Mais lidas
Últimas notícias