Caso George Floyd: policial deixa prisão após pagar fiança de R$ 3,7 mi

Inicialmente, o valor havia sido estipulado em US$ 1 milhão, mas foi reduzido após a Justiça impor condições ao agente

atualizado 11/06/2020 11:13

Um dos quatro policiais envolvidos na morte de George Floyd deixou a prisão nessa quarta-feira (10/06). Thomas Lane, de 37 anos, pagou fiança de aproximadamente R$ 3,7 milhões (US$ 750 mil) e foi liberado do presídio do Condado de Hennepin, em Minnesota, de acordo com a imprensa local.

Inicialmente, a fiança havia sido estipulada em US$ 1 milhão, mas o valor foi reduzido. Lane será monitorado nos próximos dias. Ele não pode andar armado nem pode se envolver em qualquer situação policial. Lane tem nova audiência com juiz no próximo dia 29.

Os outros três agentes envolvidos na morte de Floyd continuam presos, entre eles Derek Chauvin, que aparece nas imagens imobilizando Floyd, com o joelho no pescoço da vítima.

A morte de Floyd teve grande repercussão e provocou uma onda de protestos nos Estados Unidos. Os atos contra o racismo também se estenderam pela Europa e outros países, como o Brasil.

 

Últimas notícias