Caso Madeleine: suspeito matou a menina logo após sequestro, diz promotor

"Minha opinião pessoal é que ele matou a garota com relativa rapidez, possivelmente a abusou e depois a matou", disse Hans Wolters

atualizado 10/06/2020 12:53

Madeleine McCann foi assassinada logo depois de ser sequestrada. A afirmação é do promotor Hans Christian Wolters, que investiga o suspeito, Christian Brueckner.

Segundo Wolters, Brueckner falou, durante conversa on-line com outro pedófilo, ter sequestrado, estuprado e matado a garota quando ela tinha 3 anos. Madeleine desapareceu na Praia da Luz, em Portugal, em 2007.

0

Durante o diálogo, ele também teria afirmado sentiu um desejo de “pegar algo pequeno e usá-lo por dias”. Ao ser questionado sobre os riscos de ser descoberto, desdenhou: “Não se as evidências estão destruídas”.

“Minha opinião pessoal é que ele matou a garota com relativa rapidez, possivelmente a abusou e depois a matou”, disse Wolters. “Acreditamos que nosso suspeito cometeu mais crimes, especialmente crimes sexuais, em Portugal, possivelmente, mas também em outros lugares, como a Alemanha”, completou.

O promotor ainda frisou que pretende juntar a maior quantidade possível de evidências para que não a acusação não seja enfraquecida. Além de Madeleine, Brueckner é suspeito do desaparecimento de outras quatro crianças.

Últimas notícias