Coronavírus: após novos casos, Pequim decreta confinamento em 11 bairros

Há, ao menos, sete casos confirmados relacionados a um mercado de carne na cidade. Local foi interditado

atualizado 13/06/2020 10:51

Cientista com mascara e EPI examina amostra de coronavirusGetty Images

Ao menos 11 bairros residenciais em Pequim, na China, foram novamente isolados neste sábado (13/06), em decorrência de uma nova leva de infectados pelo coronavírus. Segundo agências internacionais, um mercado de carne na cidade foi o novo foco da Covid-19.

De acordo com o presidente do empreendimento de Xinfadi, onde foram registradas as ocorrências, o vírus foi detectado em tábuas usadas para manipular salmão. A rede foi interditada por autoridades chinesas.

Já foram contabilizados ao menos sete casos relacionados ao mercado de Xinfadi. Outros seis casos foram confirmados apenas neste sábado.

Com o risco de aumentar o número de diagnósticos positivos, a rede de supermercados Wumart e Carrefour também removeram os estoques do peixe nas prateleiras.

O governo chinês também adiou a volta às aulas. Escolas e jardins da infância ainda estão de portas fechadas. Estudantes do ensino fundamental voltariam a ter aula na segunda-feira (15/06).

0

 

Últimas notícias