Coronavírus: transmissão está continuada e intensa no Brasil, diz OMS

Diretor-executivo, Mike Ryan, lembrou que controle da Covid-19 depende de atenção à ciência, engajamento da comunidade e comunicação clara

atualizado 03/06/2020 16:17

Questionado em entrevista coletiva nesta quarta-feira (03/06) sobre o aumento no número de casos de coronavírus nas Américas, o diretor-executivo da Organização Mundial de Saúde (OMS), Mike Ryan, afirmou que a transmissão comunitária é “muito intensa” em países como o Brasil e o Peru.

Segundo ele, a doença chegou por último nas Américas e é preciso uma coordenação forte de cada nação para combater a pandemia.

Ryan lembrou que as medidas de controle (como isolamento social, higiene e etiqueta respiratória) são aconselhadas pela OMS desde o começo da crise do coronavírus e que os países que conseguiram conter a Covid-19 foram “muito sérios no engajamento da comunidade, sobre educar as pessoas, claros na comunicação e deixado as respostas serem guiadas pela ciência.”

O diretor-executivo alertou ainda que é importante adotar medidas não só no primeiro momento, mas mantê-las até o quadro se estabilizar.

0

Mais lidas
Últimas notícias