Covid-19: enxofre, sugerido a Bolsonaro como cura, é tóxico e causa desmaio

Especialistas alertam sobre riscos à saúde e reforçam que ainda não há remédio capaz de prevenir contágio do coronavírus ou curar a infecção

atualizado 10/06/2020 13:00

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi surpreendido por uma sugestão de cura para a Covid-19 feita por uma apoiadora, conforme mostra um vídeo que circula nas redes sociais desde o início da semana. De acordo com a mulher, enxofre mataria o vírus e se colocou à disposição para servir de cobaia. Desconfortável com a situação, o chefe do Executivo prometeu a ela uma conversa com o Ministério da Saúde.

A cura milagrosa levada pela mulher – ela disse que conversa com Deus desde os seis anos e foi Ele quem sugeriu o enxofre -, porém, não está relatada em nenhum estudo contra o novo coronavírus. Ao contrário, o elemento químico é nocivo ao corpo humano por ser tóxico.

“Não há qualquer comprovação de eficácia do enxofre para Covid-19. A ingestão em excesso pode causar desconforto abdominal. Em grandes doses, também pode causar náuseas, dor de cabeça e perda da consciência”, alerta o o infectologista Leonardo Weissmann, consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia.

Atualmente, há milhares de medicamentos e princípios ativos sendo pesquisados por laboratórios no mundo inteiro, e nenhum deles encontrou, por enquanto, remédio que, comprovadamente, cure o coronavírus ou diminua o tempo de internação.

David Urbaez, médico infectologista do Laboratório Exame, reforça o perigo de acreditar em enxofre como cura para a Covid-19. “Esse é um pensamento mágico do mal, um sintoma de decomposição dessa estrutura de raciocínio da população. Fazer uso de enxofre para uso oral? Ele é altamente tóxico”. Ele completa: “O paralelo disso (enxofre) é igual ao Trump (presidente dos Estados Unidos) falar sobre desinfetante e as pessoas saírem por aí para comprar desinfetante. Não existe isso”.

Desaconselhado para uso oral, o enxofre é usado em múltiplos processos industriais como na produção de ácido sulfúrico para baterias, fabricação de pólvora e vulcanização da borracha.

Abordagem

O encontro entre a apoiadora e Bolsonaro ocorreu na saída do Palácio da Alvorada. A mulher, que se diz moradora de Santa Helena, no Paraná, tem 38 anos e é mãe de três filhos, chama a atenção do presidente ao dizer que tem a cura para a Covid-19.

“Eu trouxe a cura do coronavírus e eu coloco a minha vida à disposição. Eu tenho 38 anos, sou mãe de três filhos e não estou aqui para brincar. Deus fala comigo desde os seis anos. Deus quer honrar esse país, Deus quer te exaltar na presença de todos os povos e nações. Não preciso que acreditem em mim, só preciso que ponham à prova. Podem injetar o vírus em mim, eu assumo todas as responsabilidades”, disse a mulher ao presidente.

Depois disso, ela insistiu com Bolsonaro até ganhar a promessa de ser atendida pelo Ministério da Saúde. “Por que os médicos não falam sobre a reposição de enxofre? Sabia que quando a pessoa usa um dente de alho cru aumenta a imunidade? Porque é rico em enxofre. O terceiro mineral mais importante do corpo é o enxofre. Essa é a cura. É a reposição. O enxofre mata o coronavírus e o enxofre previne contra um monte de doenças e bactérias, um monte de vírus”.

Últimas notícias