No Brasil, 169 profissionais de saúde morreram por causa do coronavírus

De acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, os enfermeiros são a categoria mais atingida até aqui

atualizado 12/06/2020 21:27

Enfermeiros fazem protesto pacífico por melhores condições de trabalho na luta contra o coronavírusDivulgação/Coren-DF

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (12/06), o Ministério da Saúde afirmou que 169 profissionais de saúde já morreram por causa do coronavírus.

O número mais alto registrado de falecimentos é entre os enfermeiros, com 42 óbitos. Em seguida, médicos (18), farmacêuticos e bioquímicos (6), nutricionistas (6), cirurgiões dentistas (5), fisioterapeutas (2) e psicólogos e psicanalistas (2). A pasta informa que 88 óbitos não tiveram a profissão especificada.

Ainda segundo o governo, 83.118 profissionais de saúde receberam diagnóstico positivo para a doença. Segundo a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro, os dados estão sendo compilados desde 01/03, e passarão a ser publicados na plataforma do Ministério da Saúde.

“Estamos fazendo todo o esforço para proteger nossos profissionais, mas só testamos cerca de 20% deles. São cerca de 6 milhões de pessoas na categoria saúde. Não encontramos, em nenhum país do mundo, um esquema de testagem eficiente para esse grupo”, afirma.

0

Últimas notícias